<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, fevereiro 02, 2004

Já sabias? 

Aproximadamente 87 % das pessoas que leram o último post, tentaram lamber o cotovelo!!!...

Já sabias? 

Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo, é impossível tocá-lo com a própria língua.

quarta-feira, janeiro 21, 2004

Já sabias? 

Um terço de todos os gelados vendidos no mundo é de baunilha.

quinta-feira, janeiro 15, 2004

Breve encontro 

Este é o amor das palavras demoradas
Moradas habitadas
Nelas mora
Em memória e demora
O nosso breve encontro com a vida

Sophia de Mello Breyner

O PEC, o POC e o VIC 

Talvez por obcessão contabilística, alguns dos amigos (que conheci numa faculdade de Economia) fazem anos no dia 15. O primeiro celebra hoje a data.
Para o Vicente, apenas o melhor!

segunda-feira, janeiro 12, 2004

Já sabias? 

Uma gota de óleo torna 25 litros de água impróprios para consumo.

domingo, janeiro 11, 2004

As noites 



Após o solestício de inverno, os dias passarão a ser maiores.
Rumamos em direcção ao verão e, com ele, às noites curtas - ditadas pelo eixo da terra - mas longas - ditadas pela vontade.

sexta-feira, janeiro 09, 2004

Melodias de sempre 

Não é por Strehler o ter amado sobre todos e tê-lo posto a cantar poemas de Brecht. Essas são coisas que sei, mas nunca ouvi. Ouvi sim nas ruas de Nápoles, no último verão, a voz de Domenico Modugno. Vinha de uma rádio. Mas parecia brotar da terra. Ou do céu.

Já me aconteceu 

Pachos na testa
terço na mão
uma botija
chá de limão
zaragatoas
vinho com mel
três aspirinas
creme na pele
grito de medo
chamo a mulher
ai Lurdes Lurdes
que vou morrer
mede-me a febre
olha-me a goela
cala os miúdos
fecha a janela
não quero canja
nem a salada
ai Lurdes Lurdes
não vales nada
se tu sonhasses
como me sinto
já vejo a morte
nunca te minto
já vejo o inferno
chamas diabos
anjos estranhos
cornos e rabos
vejo os demónios
nas suas danças
tigres sem listras
bodes de tranças
choros de coruja
risos de grilo
ai Lurdes Lurdes
que foi aquilo
não é a chuva
no meu-postigo
ai Lurdes Lurdes
fica comigo
não é o vento
a cirandar
nem são as vozes
que vêm do mar
não é o pingo
de uma torneira
põe-me a santinha
à cabeceira
compõe-me a colcha
fala ao prior
pousa o Jesus
no cobertor
chama o doutor
passa a chamada
ai Lurdes Lurdes
nem dás por nada
faz-me tisanas
e pão de ló
não te levantes
que fico só
aqui sozinho
a apodrecer
ai Lurdes Lurdes
que vou morrer.


António Lobo Antunes

quarta-feira, janeiro 07, 2004

Já sabias? 

As formigas espreguiçam-se de manhã quando acordam.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?